domingo, 25 de novembro de 2012

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

"Liberdade e Prazer" é o tema da 16ª Parada Livre de Porto Alegre, que acontece neste domingo

Acontece neste domingo, 25 de novembro, a 16ª edição da Parada Livre de Porto Alegre. O evento acontece no Parque da Redenção e, este ano, tem como tema “Liberdade e prazer: goze estes direitos”.

Com o lema “Não há vida sem liberdade e sem prazer”, a Parada Livre leva para as ruas a alegria, a resistência, a luta e as propostas políticas do movimento LGBT. O tema deste ano busca discutir o moralismo, o fundamentalismo e a intolerância ainda tão presentes na nossa sociedade, que afetam principalmente a população de gays, lésbicas, travestis e transexuais.

A estimativa é que a Parada atraia 100 mil pessoas, vindas de todo o Estado. As atrações artísticas, deverão ser iniciadas às 14h, contando mais uma vez com as apresentadoras Gloria Crystal, Dandara Rangel e Laurita Leão e totalizam mais de 20 atrações, entre shows de música, performances e arte transformista.

Na parte política, está confirmada a presença da Ministra Maria do Rosário, da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República.

A caminhada começa às 17h, aberta pela 6ª edição da Marcha Lésbica, e percorrerá o contorno da Redenção, com a presença de sete trios elétricos. Após a caminhada, os shows e os DJs continuam animando a festa até as 22hs.

A Parada Livre é organizada por um coletivo de grupos do movimento social LGBT: 

Igualdade RS - Associação de Travestis e Transexuais do Rio Grande do Sul
LBL-RS Liga Brasileira de Lésbicas – RS 
Nuances - Grupo pela Livre Expressão Sexual
SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade
SAJU/UFRGS - G8 Generalizando - Grupo de Direitos da Mulher e de Gênero

quarta-feira, 27 de junho de 2012

LUZES DA CIDADANIA: 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT

O Movimento LGBT organizado de Porto Alegre convoca todos e todas para Ato que marcará o Dia 28 de Junho: Dia Internacional do Orgulho LGBT, na nossa cidade.

Ocupação e Vigília na Redenção
Concentração: em frente ao Monumento do Expedicionário | Parque da Redenção | a partir das 19h.

Será feita uma caminhada por dentro do parque e uma ocupação da cidade com luzes e cores.

Traga sua lanterna, sua vela e suas cores para marcar esta data e afirmar a luta por direitos.

Participe da vigília durante a noite e coloque panos coloridos nas suas janelas durante o dia!

Realização: Igualdade, Nuances, SOMOS e Liga Brasileira de Lésbicas



terça-feira, 24 de abril de 2012

Inauguração da ala das travestis no Presídio Central de Porto Alegre


Nesta segunda-feira, 23 de abril de 2012, foi oficialmente inaugurada a ala onde ficarão alojadas as travestis e seus companheiros, que cumprem pena no Presídio Central de Porto Alegre. O novo local consiste na adaptação de uma ala do estabelecimento prisional, o 3º andar da Galeria "H", por isso conhecida como "3º do H", e já estava em funcionamento desde o dia 13 de março.

O ato de inauguração oficial marcou a assinatura de um Termo de Cooperação entre a Superintendência dos Seviços Penitenciários - SUSEPE e a ONG Igualdade - RS, Associação de Travestis e Transexuais do Rio Grande do Sul, contando com a presença de diversas autoridades dos governos estadual, federal e municipal, representantes do Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB e organizações da sociedade civil, especialmente as comprometidas com a defesa dos Direitos Humanos.

O Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul, Airton Michels, destacou a importância da iniciativa como "Exemplo de ações positivas, são essas celas específicas que foram criadas para o público de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT)". Também, ao analisar a situação do sistema prisional como um todo, afirmou que em função de uma nova política, que passa pela remoção de presos e construção de novas casas prisionais, ao longo do tempo, o Presídio Central de Porto Alegre deverá ser extinto, ou funcionar em nova formatação, se for o caso.

 Marcelly Malta assina o Termo de Cooperação em nome da Igualdade-RS

Visita à nova ala

Após a assinatura do Termo de Cooperação, foi feita uma visita à nova ala, por autoridades, imprensa e integrantes dos movimentos sociais, com o intuito de conhecer o local. Apesar de ainda contar com muitas dificuldades, a importância do novo espaço se dá porque protege as detentas de sofrerem discriminação pelos demais presos e favorece o exercício de alguma atividade por quem assim desejar.


Quando estavam juntas com os demais presos, as travestis era alvo de constantes violações, agressões e humilhações, que deixam de acontecer no novo local. O total de detentas dessa nova ala fica em torno de 40 pessoas, sujeita a variações de acordo com as saída, chegadas e transferências de presos.




Autoridades presentes

De acordo com lista elaborada pela SUSEPE, estiveram presentes no ato, as seguintes autoridades, sem prejuízo de algum outro nome que possa não ter sido registrado:

Miriam Marroni - Secretária Geral de Governo do RS, representando o Governo Estadual
Airton Michels - Secretário de Estado da Segurança Pública
Marcelly Malta - Coordenadora da ONG Igualdade-RS
Tâmara Biolo Soares - Diretora do Departamento de Direitos Humanos e Cidadania da SJDH, representando a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos
Gustavo Bernardes - Coordenador Nacional LGBT da SDH/PR, representando a Ministra dos Direitos Humanos
Sonia D'Ávila - Secretária Municipal dos Direitos Humanos e Segurança Urbana, representando o Prefeito Municipal
Gelson dos Santos Treiesleben - Superintendente dos Serviços Penitenciários
Cel. Sérgio Roberto de Abreu - Comandante-Geral da Brigada Militar
Ivarlete Gomes de França - Diretora do Departamento de Tratamento Penal da SUSEPE
Cel. Leandro Santini Santiago - Diretor do Presídio Central de Porto Alegre
Major Paulo César Franquilin - Assessoria de Direitos Humanos da Brigada Militar
Proc. Dr. Paulo Leivas - Representante do Ministério Público Federal 
Juiz Corregedor Dr. Marcelo Mairon Marques - Corregedoria de Justiça
Dr. Lisandro Luis Wottrich - Representante da Defensoria Pública Estadual
Dr. Carlos César D'Elia - Representante da Procuradoria-Geral do Estado - PGE
Dr. Matheus Marques Conceição - Representante da OAB/RS
Ariane Leitão - Representante da Casa Civil do Estado
Francisco Charão - Representante da Secretaria Estadual da Saúde
Josiane Arruda - Representante da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres
Carolina Santana - Representante da Secretaria Municipal da Saúde
Manuel Feio - Representante da Pastoral Carcerária
Mara Brum - Representante do Conselho Regional de Serviço Social - CRESS

Repercussão na mídia

Diversos órgãos de mídia estiveram presentes no ato, como emissoras de rádio, TV, jornais e Internet. Entre as que fizeram cobertura, até o momento conseguimos acompanhar as seguintes publicações:




domingo, 8 de abril de 2012

Presídio Central de Porto Alegre tem celas para travestis





  As travestis e seus companheiros no novo local, chamado de 3º H.


A Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e a ONG Igualdade-RS, viabilizaram para travestis privadas de liberdade, homossexuais e companheiros, o cumprimento de pena em celas separadas dos demais presos no Presídio Central de Porto Alegre (PCPA). A intenção é retirá-las da situação de risco e violência, além de tentar coibir a violação dos Direitos Humanos.

Para a diretora do Departamento de Tratamento Penal da Susepe, Ivarlete Guimarães de França, a garantia de direitos humanos no cárcere, a diversidade sexual e os direitos homoafetivos se inserem na Política de Atenção Integral como parte importante nas linhas de cuidados singularizados da pena.

"A Susepe vem implementando, dentro das Diretrizes Nacionais e Internacionais de Direitos Humanos, uma política de tratamento penal que contempla as necessidades dos diferentes grupos da população privada de liberdade", enfatiza.

ONG Igualdade-RS

Conforme a presidente da ONG, Marcelly Malta, o convívio com outros presos era marcado por humilhações, injúrias e pela ameaça constante de sofrer discriminação ou violência. "Levamos seis meses para executar o projeto de separação das celas, mas atualmente, nos espaços diferenciados, elas sentem-se mais felizes, e com autoestima elevada", afirma. Para Marcelly é necessário, ainda, implementar projetos de trabalhos prisionais. "Elas querem muito confeccionar artesanatos para comercializar e enviar renda às suas famílias", informa.

De acordo com os funcionários do PCPA, houve visível melhoria no ambiente de convívio. Elas estão menos agressivas e mantém as celas totalmente limpas, além de não mais sofrerem discriminações por parte de outros apenados. No Brasil, medida semelhante só existe em Minas Gerais.

Marcelly Malta, em oficina realizada na nova ala
 
Reinvidicações

Conforme Analanda, 25, e Tininha, 50, travestis que estão em situação de prisão, e que colaboraram com o projeto, são necessários mais avanços no que diz respeito ao ambiente prisional. "Queremos ser vistas como ser humano, e não como ser esquisito, porque também temos sentimentos, famílias, direitos e amor próprio", enfatiza Analanda.

Além disso, as travestis estão formulando um projeto para que seja liberada a entrada de lingeries, cremes e roupas femininas. Segundo as travestis, elas eram estigmatizadas pelos outros presos em razão de suas orientações sexuais. "Era impossível viver nessas situações de preconceito", afirma Tininha.

Texto:  
Neiva Motta, publicado originalmente no site da SUSEPE.

Fotos: 
Arquivo da Igualdade-RS, disponivel em nossa página no Facebook 

quarta-feira, 14 de março de 2012

Oficina com a Psicologia do IPA é transferida para a próxima semana

A primeira Oficina com o grupo do curso de Psicologia do IPA, composto de 6 estagiárias e coordenado pela psicóloga e professora Camila Guaranha foi transferida para a próxima quarta-feira, dia 21 de março.

O motivo são as fortes chuvas que caem sobre Porto Alegre desde a manhã de hoje, ocasionando que muitas pessoas ficassem impedidas de sair de casa ou de se deslocar pela cidade, em razão dos alagamentos.

A partir da próxima semana, seguirá a mesma programação anteriormente anunciada, sendo que nas quartas-feiras em que não há a presença do IPA, as reuniões também acontecem, com tema livre.

Os encontros acontecem na sala de reuniões junto à sede da Igualdade-RS e são abertas ao público de travestis e transexuais, pesquisadores, estudantes, parceiros e demais interessados.

Endereço: Rua dos Andradas, 1560 - 6º andar - Galeria Malcon

Maiores informações:
Fone: 3029-7753
E-mail: aigualdaders@hotmail.com

segunda-feira, 12 de março de 2012

Igualdade-RS retoma as oficinas às quartas-feiras

A partir da próxima quarta-feira, 14 de março, a ONG Igualdade-RS em parceria com o Curso de Psicologia do IPA, retoma a realização das oficinas direcionadas ao público de travestis e transexuais de Porto Alegre e Região Metropolitana.

As oficinas em parceria com o IPA ocorrem a cada duas semanas, nas quartas-feiras, das 15 às 17 horas e se promovem discussões acerca dos Direitos Humanos, saúde, educação e outras temáticas relacionadas, enfocando as questões cotidianas das travestis e transexuais do Rio Grande do Sul.

O Curso de Psicologia do IPA contribui no planejamento e na execução das Oficinas e neste semestre conta com uma equipe de 6 estagiárias e uma psicóloga.

Nas demais quartas-feiras, em que não há a presença do IPA, as reuniões também acontecem, com tema livre.

Os encontros acontecem na sala de reuniões junto à sede da Igualdade-RS e são abertas ao público de travestis e transexuais, pesquisadores, estudantes, parceiros e demais interessados.

Endereço: Rua dos Andradas, 1560 - 6º andar - Galeria Malcon

Maiores informações:
Fone: 3029-7753
E-mail: aigualdaders@hotmail.com

domingo, 29 de janeiro de 2012

Visibilidade das Travestis no FST 2012




Neste ano de 2012, as principais atividades do Dia da Visibilidade das Travestis em nível nacional foram realizadas em Porto Alegre, na programação do Fórum Social Temático, com apoio dos Ministérios da Saúde e dos Direitos Humanos (SDH/PR). 

A entidade responsável pela organização foi a Igualdade RS - Associação de Travestis e Transexuais do Rio Grande do Sul, com a presença de lideranças nacionais da ANTRA, da ABGLT e artistas travestis de várias regiões do Brasil.

Marcha de Abertura

Na tarde de terça-feira, 24 de janeiro, com Porto Alegre sob um calor escaldante que se aproximava dos 40°C, foi realizada a Marcha de Abertura do Fórum Social Temático. As travestis estavam presentes carregando a faixa "Sou travesti, tenho direito de ser quem eu sou" e promovendo a visibilidade no meio de tanta diversidade humana, política e social que se encontra no público do Fórum.


Mesa de Diálogos - Dia da Visibilidade das Travestis: Saúde, Educação, Segurança Pública

Na quinta-feira, 26 de janeiro, das 13 às 16hs, na Arena Chico Mendes, situada no Espaço Saúde e Cultura Frida Kahlo, aconteceu a Mesa de Diálogos relativa ao Dia da Visibilidade das Travestis, abordando temas importantes como a Saúde, Educação e Segurança, com representantes do Ministério dos Direitos Humanos (SDH/PR), Ministério da Saúde, Ministério da Cultura, Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos, Brigada Militar e Superintendência dos Serviços Penitenciários (SUSEPE) do RS, da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de Vereadores de Porto Alegre e lideranças travestis representando a ANTRA e a ABGLT.


Além da riqueza dos debates e da prestação de contas dos representantes do poder público, também ocorreu a entrega do Troféu do Dia da Visibilidade das Travestis a algumas autoridades, feita por Marcelly Malta, Presidenta da Igualdade RS.



Ato Público na Esquina Democrática

A chamada Esquina Democrática é o cruzamento das principais ruas e o mais importante ponto de encontro do Centro Histórico de Porto Alegre, local de tradicionais manifestações políticas.


Foi lá que, ao meio-dia da sexta-feira, 27 de janeiro, as travestis realizaram um ato público para afirmar a  sua visibilidade, perante os milhares de pessoas que transitam pelo local naquele horário.






Concurso Miss Igualdade e Noite Cultural da Visibilidade das Travestis

Na noite de sexta-feira, novamente na Arena Chico Mendes, foi a vez de acontecer a Noite Cultural e o Concurso Miss Igualdade. O evento contou com a presença das travestis Renata Perón, na apresentação, interpretando canções de Noel Rosa e outros artistas nacionais, Angela Leclerry, com sua formidável voz de cantora lírica, a versatilidade de Marina Garlen e a presença de várias outras artistas nacionais e locais.


Alternando com as performances das artistas, mais algumas premiações com o Troféu do Dia da Visibilidade das Travestis, sempre coordenadas pela incansável Marcelly Malta.


Finalmente, o grande momento, com o primeiro concurso de escolha da Miss Igualdade. As candidatas desfilaram em grande estilo, abrilhantando a noite e causando uma enorme dificuldade aos jurados. Dessa maneira, foi por uma pequena diferença de pontos que Angel Delamare foi escolhida a grande vencedora e premiada com o troféu de Miss Igualdade.




Depois de tudo, uma grande festa para comemorar e a convicção de que algo muito maior poderá ser feito no próximo ano, quando provavelmente a cidade de Porto Alegre, voltará a ser a sede do Fórum Social Mundial.

Programação LGBT e dia da Visibilidade das Travestis no FST 2012


PROGRAMAÇÃO - FORUM SOCIAL TEMÁTICO
MOVIMENTO LGBT DE PORTO ALEGRE NO FST 2012

DIA 24.01 (terça-feira)
MOVIMENTO LGBT NA MARCHA DE ABERTURA DO FÓRUM SOCIAL TEMÁTICO
Concentração a partir das 15h, no Largo Glênio Peres

DIA 26.01 (quinta-feira) MESA DE DIÁLOGOS - DIA DA VISIBILIDADE DAS TRAVESTIS: SAÚDE, EDUCAÇÃO E SEGURANÇA PÚBLICA

Convidados: Maria do Rosário (SEDH), Fabiano Pereira (SJCDH), Alexandre Padilha (MS), Keila Simpson (ABGLT), Fernanda Benvenutty (ANTRA), Ivarlete Guimarães de França (SUSEPE/RS), Vereador Carlos Comassetto (Comissão de DH da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Mário de Azambuja (SMDHSU/POA) e Marcelly Malta (IGUALDADE/RS – CONSELHO MUNICIPAL DE DIREITOS HUMANOS).

13h às 16h - Arena Chico Mendes, no Espaço Cultural Frida Kahlo – Acampamento da Juventude – Parque da Harmonia, próximo à churrascaria Galpão Crioulo.


DIA 27.01 (sexta-feira) DIA DA VISIBILIDADE DAS TRAVESTIS
12h às 14h - Esquina Democrática

NOITE CULTURAL IGUALDADE
Shows com Ângela Leclerry (RJ), Renata Peron (SP) e Marina Garlen (RJ). Performances de Arte Transformista e Gogo Boys.
Entrega do Prêmio Igualdade de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos. Concurso Miss Igualdade 2012

21h - Arena Chico Mendes, no Espaço Cultural Frida Kahlo – Acampamento da Juventude – Parque da Harmonia, próximo à churrascaria Galpão Crioulo.

DIA 29.01 (domingo)
DIA DA VISIBILIDADE DAS TRAVESTIS

Contato (51) 3029-7753 e 9849-9287 - aigualdaders@hotmail.com